Carlos Brandão parte pra cima na briga para grantir o apoio do pt para Duarte Júnior

Com informações jorge vieira

O vice-governador Carlos Brandão, a exemplo dos dirigentes do PCdoB, PSB e Solidariedade também comunicou à executiva nacional do PT o interesse do PRB em ter um petista como vice do deputado Duarte Júnior na disputa pela Prefeitura de São Luís. Nesta complicada articulação, Brandão conta com o apoio do deputado federal Zé Carlos (PT), um parlamentar considerado estranho no partido, que possui relações estreitas com o gabinete do ex-dirigente do Procon-MA.

A solicitação do vice-governador é vista com certa cautela pelos dirigentes locais em função do PRB ser o partido dos filhos do presidente Jair Bolsonaro, adversários do PT. Apesar da aliança pretendida, considerada pela grande maioria dos petistas locais difícil de ser concretizada, o fato é que o pedido foi feito e cabe agora à direção nacional petista decidir sobre a solicitação.

Pelo histórico, tudo indica que PCdoB e PSB, dois partidos de esquerda e que estiveram com o PT nas últimas eleições possuem a preferência de coligação, caso o partido decida pela tese da aliança no encontro municipal do partido que definirá sobre táctica eleitoral.

O encontro, que deveria acontecer dia 20 de junho e foi remarcado para os dias 4 e 5 de julho deverá ser novamente adiado por solicitação da direção nacional. A direção municipal do PT está temerosa de manter o encontro, decidir por uma das teses (candidatura própria ou aliança) que desagrade a direção nacional e sofrer intervenção, como já ocorreu em pleitos passados.

Um fato também contribui para a cautela da direção municipal em São Luís. Em Recife, a executiva nacional decidiu pela candidatura da deputada federal Marília Arraes (PT), mas os diretórios estadual e municipal optaram pela composição de uma frente de esquerda e ignorar a posição da executiva nacional, criando um impasse que ainda necessita de solução.

A pressão sob a direção nacional do PT dos dirigentes dos quatro partidos é motivado pela constatação de que o PT em São Luís, embora possua capital eleitoral, não dispõe de um nome capaz de levar a legenda à vitória, dai a tendência interna por aliança defendida pela maioria da militância.

Guedes confirma extensão do auxílio emergencial de R$ 600 por dois meses

Informações Exame

Segundo ele, o anúncio será feito ainda hoje pelo presidente Jair Bolsonaro. A extensão no mesmo valor pode ser feita por decreto

O ministro da Economia, Paulo Guedes, informou nesta terça-feira (30) que o auxílio emergencial será estendido por mais dois meses no valor de 600 reais.

A declaração foi feita em audiência pública da comissão mista do Congresso Nacional que acompanha a situação fiscal e a execução das medidas do governo federal contra o coronavírus.

Segundo ele, o anúncio será feito ainda hoje pelo presidente Jair Bolsonaro. A extensão no mesmo valor não exige aprovação de legislação e pode ser feita por decreto. Antes, a ideia do governo era estender o auxílio em parcelas decrescentes.

Guedes prometeu que em dois ou três meses, seriam anunciados o novo programa Renda Brasil, que deve unificar programas sociais, e o Verde Amarelo, ideia que vem desde a campanha de reduzir encargos trabalhistas para estimular a contratação.

O ministro voltou a afirmar que acredita que o Brasil vai “surpreender o mundo” no espaço de 60 a 90 dias pois vai “retomar reformas e crescimento antes do que a maioria dos analistas está prevendo”.

O Brasil é o segundo maior epicentro mundial da pandemia em número de casos e mortes e tem uma das piores previsões de recessão para 2020 entre os emergentes. Recentemente, o Fundo Monetário Internacional (FMI) revisou de 5,3% para 9,1% a sua projeção para a queda do PIB neste ano.

Guedes admitiu dificuldades em alguns quesitos, como em fazer com que os programas de crédito chegassem na ponta: “O desempenho nessa front de crédito foi muito difícil”, disse “Mesmo expandindo crédito como expandimos, a verdade é que continuou insuficiente”.

Brasil poderá começar a produzir vacina de Oxford em dezembro

Com informações o imparcial

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), este é um dos estudos mais promissores até o momento, já que encontra-se na fase 3, última etapa de testagens em seres humanos.

Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou que a produção da vacina de Oxford pode começar ainda em dezembro deste ano no Brasil, caso o medicamento tenha eficácia comprovada.

No último sábado (27), o Ministério da Saúde anunciou que a instituição firmará uma parceria com a biofarmacêutica AstraZeneca para compra de lotes e transferência de tecnologia da vacina para Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford.

O acordo firmado terá duas fases: a primeira consiste na produção de 30,4 milhões de doses antes do término dos ensaios clínicos, o que representa 15% da quantidade necessária para a população brasileira, ao custo de 127 milhões de dólares. Além da produção das doses da vacina, o acordo inclui também a transferência de tecnologia para que a produção possa ser interna e nacional.

Recentemente, a Organização Mundial de Saúde (OMS) considerou a vacina um dos projetos mais promissores até o momento, já que o estudo está em fase 3 dos ensaios clínicos, que é a última etapa de testes em seres humanos para determinar sua segurança e eficácia

Bolsonaro sanciona lei de auxílio financeiro para o setor cultural

Lei Aldir Blanc foi publicada hoje no Diário Oficial da União

Agencia Brasil

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que institui auxílio financeiro de R$ 3 bilhões para o setor cultural devido à pandemia de covid-19. O valor será repassado, em parcela única, a estados, municípios e o Distrito Federal, responsáveis pela aplicação dos recursos. A Lei nº 14.017/2020, chamada de Lei Aldir Blanc, foi publicada hoje (30) no Diário Oficial da União.

O texto prevê o pagamento de três parcelas de um auxílio emergencial de R$ 600 mensais para os trabalhadores da área cultural, além de um subsídio para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas e organizações comunitárias. Esse subsídio mensal terá valor entre R$ 3 mil e R$ 10 mil, de acordo com critérios estabelecidos pelos gestores locais.

Em contrapartida, após a reabertura, os espaços beneficiados deverão realizar atividades a alunos de escolas públicas, prioritariamente, ou para a comunidade, de forma gratuita. Não poderão receber o benefício espaços culturais criados pela administração pública de qualquer esfera, bem como aqueles vinculados a grupos empresariais e espaços geridos pelos serviços sociais do Sistema S.

Trabalhadores do setor cultural e microempresas e empresas de pequeno porte também terão acesso a linhas de crédito específicas para fomento de atividades e aquisição de equipamentos e condições especiais para renegociação de débitos, oferecidas por instituições financeiras federais.

De acordo com a lei, poderão ser realizados editais, chamadas públicas e prêmios, entre outros artifícios, para a manutenção e o desenvolvimento de atividades de economia criativa e economia solidária, cursos, manifestações culturais, produções audiovisuais, bem como atividades artísticas e culturais que possam ser transmitidas pela internet ou por meio de plataformas digitais.

Enquanto perdurar a pandemia de covid-19, a concessão de recursos no âmbito do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), dos programas federais de apoio ao audiovisual e demais políticas federais para a cultura deverão priorizar o fomento de atividades que possam ser transmitidas pela internet, por meio de redes sociais e plataformas digitais ou meios de comunicação não presenciais. Os recursos de apoio e fomento também poderão ser adiantados, mesmo que a realização das atividades somente seja possível após o fim das medidas de isolamento social.

As atividades do setor – cinemas, museus, shows musicais e teatrais, entre outros – foram umas das primeiras a parar, como medida de prevenção à disseminação do novo coronavírus no país. De acordo com a pesquisa Percepção dos Impactos da Covid-19 nos Setores Culturais e Criativos do Brasil, mais de 40% das organizações ligadas aos dois setores disseram ter registrado perda de receita entre 50% e 100%.

O nome da lei homenageia o escritor e compositor Aldir Blanc, que morreu no mês passado, no Rio de Janeiro, aos 73 anos, após contrair covid-19.

Auxílio emergencial

O auxílio emergencial de R$ 600 mensais para os trabalhadores da área cultural deverá ser prorrogado, assim como o auxílio concedido pelo governo federal aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados.

Para receber o benefício, os trabalhadores da cultura com atividades interrompidas deverão comprovar, de forma documental ou autodeclaratória, terem atuado social ou profissionalmente nas áreas artística e cultural nos 24 meses imediatamente anteriores à data de publicação da lei. Eles não podem ter emprego formal ativo e receber benefício previdenciário ou assistencial, ressalvado o Bolsa Família.

Além disso, devem ter renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos, o que for maior; e não ter recebido, em 2018, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

O recebimento dessa renda emergencial também está limitado a dois membros da mesma unidade familiar e a mulher chefe de família receberá duas cotas. O trabalhador que já recebe o auxílio do governo federal não poderá receber o auxílio cultural.

Imposto de Renda: prazo para entrega da declaração termina hoje

Receita Federal estima a entrega de 32 milhões de documentos

O contribuinte que ainda não entregou a sua declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2020 tem até as 23h59min59s, desta terça-feira (30), para fazê-lo. Até as 18h de ontem (29), 27.904.579 pessoas haviam enviado o documento à Receita Federal.

O total equivale a 87,2% dos 32 milhões de declarações esperadas para este ano. Inicialmente, o prazo acabaria no fim de abril, mas a data foi prorrogada por dois meses por causa da pandemia do novo coronavírus.

A Receita derrubou a exigência do número do recibo da declaração anterior e adiou o pagamento da primeira cota ou cota única para junho. Quanto às restituições, o cronograma dos lotes de pagamento, que começou em maio e acaba em setembro, está mantido.

O programa gerador da declaração está disponível no site da Receita Federal. Quem optar por dispositivos móveis, como tablets ou smartphones, pode baixar o aplicativo Meu Imposto de Renda nas lojas Google Play, para o sistema operacional Android, e App Store, para o sistema operacional iOS.

A declaração do Imposto de Renda é obrigatória para quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano passado, o equivalente a R$ 2.196,90 por mês, incluído o décimo terceiro. A multa por atraso de entrega é estipulada em 1% ao mês-calendário até 20%. O valor mínimo é R$ 165,74.

Mudanças

As novidades para a entrega da declaração este ano estão disponíveis na página da Receita. Entre as principais mudanças, estão a antecipação no cronograma de restituição, cujo pagamento começou no fim de maio e terminará no fim de setembro, e o fim da dedução do INSS dos trabalhadores domésticos.

Pela primeira vez, os contribuintes com certificação digital receberão a declaração pré-preenchida no programa gerador. Até agora, eles tinham de entrar no Centro Virtual de Atendimento da Receita (e-CAC), salvar o formulário pré-preenchido no computador e importar o arquivo para preencher a declaração. Neste ano, também está disponível a doação, diretamente na declaração, de até 3% do imposto devido para fundos de direito dos idosos.

Obrigatoriedade

Precisa ainda declarar o Imposto de Renda quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil; quem obteve, em qualquer mês de 2019, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias e de futuros.

Quando se trata de atividade rural, é obrigado a declarar o contribuinte com renda bruta superior a R$ 142.798,50. Também deve preencher a declaração quem teve, em 31 de dezembro do ano passado, a posse ou propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, com valor total superior a R$ 300 mil.

Segurança em casa: com energia elétrica não se brinca

Curto Circuito e outros acidentes podem ser evitados

Falar de segurança nunca é demais quando se trata de energia elétrica. É necessário tomar certos cuidados com a rede elétrica dentro e fora de casa para evitar acidentes.

Dentro de casa:

Certifique-se de que a instalação elétrica de seu imóvel não tem fuga. Ela pode ser provocada, por exemplo, por um cabo sem isolamento em contato com alguma parte metálica;

Para isso, apague todas as luzes, desconecte todos os equipamentos elétricos e verifique se o medidor de energia para de girar (modelos antigos) ou seu display não indica consumo algum (medidores mais novos). Caso o medidor continue a indicar consumo, é necessário revisar a instalação;

As instalações elétricas precisam passar por revisão e manutenção preventiva realizada por profissional qualificado, no mínimo a cada 05 anos e esta ação é de responsabilidade de cada proprietário de imóvel;

Antes de fazer qualquer reparo, é importante que seja desligada a chave geral;

Nunca conecte vários equipamentos em uma mesma tomada. Isso pode provocar sobrecarga na instalação e perigo de superaquecimento; também provoca uma operação deficiente, possíveis interrupções de energia, curtos-circuitos e danos de longo prazo;

Em caso de curto-circuito, desconecte imediatamente o equipamento que o causou e todos os outros, apague todas as lâmpadas e chame imediatamente um profissional qualificado;

O equipamento causador do curto deve ser reparado antes de ser colocado em uso novamente;

Jamais utilize moedas, fios, lâmina de estanho ou alumínio no lugar de fusíveis e disjuntores.

Fora de casa:

Ao instalar ou consertar antenas de TV, fique distante da rede elétrica. Caso a antena caia nos fios, NUNCA tente pegá-la. Entre em contato imediatamente com central de atendimento 116;

Jamais tente podar ou cortar árvores que estejam tocando a rede elétrica, pois podem provocar choques e curto-circuito. A Equatorial Maranhão possui equipes especializadas para realizar este serviço com segurança. Nestes casos, entre em contato com a distribuidora e solicite o serviço;

Em construções ou reformas, o manuseio de materiais metálicos como escadas, vergalhões, andaimes e outros, deve ser longe da rede elétrica;

Em caso de falta de energia, ninguém pode acessar o sistema elétrico (subir em postes e mexer nos equipamentos), somente os eletricistas da Equatorial Maranhão, treinados e capacitados para essa atividade e que possuem os equipamentos de segurança necessários para os serviços.

Nesse período de quarentena, mesmo com as recomendações de manter o distanciamento social, as crianças acabam aproveitando o tempo livre para empinar pipas. Neste caso, é recomendado que a atividade seja praticada em locais abertos e afastados da rede elétrica. Em caso de ocorrências como a linha enroscar na rede elétrica, a pipa ficar presa nos cabos, ou a pessoa levar uma descarga elétrica, a Equatorial Maranhão alerta para que não tente tirar a pipa ou a linha dos cabos energizados, entre em contato por meio da central 116 e informe o local com ponto de referência.

Com energia elétrica, tratar com prevenção é sempre a melhor atitude para salvar vidas. Para mais informações entre em contato com a central de atendimento 116 ou acesse o site da Equatorial Maranhão www.equatorialenergia.com.br .

CBF sinaliza que abertura do Brasileirão 2020 pode ser em 9 de agosto

Data saiu após reunião com dirigentes de clubes das séries A e B

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF), após reunião virtual com dirigentes de 40 clubes, chegou à data provável de início do Campeonato Brasileiro. A primeira partida da Série A  pode ocorrer no dia 9 de agosto (domingo), e o jogo de abertura da Série B, um dia antes: 8 de agosto. O acordo quanto às datas saiu após reunião virtual, realizada ontem (25), com a participação de representantes da CBF, da Comissão Nacional de Clubes (CNC) e de dirigentes das 40 agremiações que integram o Brasileirão.

Em nota oficial, a CBF afirmou que houve acordo quanto a algumas questões relacionadas às competições, mas ressaltou que os torneios seguem dependendo do aval do poder público para serem realizados. “O retorno do futebol depende da autorização das autoridades de saúde. Mas, dezenove dos vinte clubes da Série A se dispuseram a jogar fora das suas cidades, em última instância, caso até lá seus municípios não estejam liberados pelas autoridades de saúde a realizar jogos. Foi um sinal de apoio à realização da competição pela CBF”, diz a nota da entidade. Apenas o Athlético Paranaense votou contra.

Houve consenso em relação a itens como a manutenção do formato da competição: “todos contra todos”, totalizando 38 rodadas. Caso a realização do campeonato seja de fato autorizada, as primeiras partidas ocorrerão sem a presença de público, e o campeonato só terminará em fevereiro de 2021.

Também ficou decidido que a Copa do Brasil deve retornar na primeira quinzena de agosto. Com as duas competições ocorrendo concomitantemente, a intenção é que as equipes façam dois jogos por semana, com exceção das datas Fifa, previstas para serem retomadas em setembro.

Indefinições nos Estaduais

As prováveis datas anunciadas pela CBF para o retorno das principais competições nacionais,  podem acabar coincidindo com partidas dos campeonatos estaduais. Em São Paulo, por exemplo, os clubes só podem retomar os treinamentos com bola no dia 1º de julho. A possibilidade de antecipar o retorno do torneio depende do Governo do Estado.

No Rio Grande do Sul, a situação é parecida. No último dia 19, a Federação Estadual de Futebol entregou ao governo estadual um protocolo com todas as ações de saúde propostas para a retomada do Gauchão. A entidade ainda aguarda posicionamento do poder executivo.

Caixa paga hoje auxílio emergencial a 6,5 milhões de pessoas

Pagamentos serão feitos nas poupanças digitais da Caixa

Cerca de 6,5 milhões de pessoas nascidas em janeiro e fevereiro recebem hoje (27) uma nova parcela de R$ 600 (R$ 1.200 para famílias chefiadas por mulheres) do auxílio emergencial do governo federal. O calendário de pagamento é escalonado de acordo com o mês de aniversário do beneficiário e, até o próximo sábado (4), mais de 40 milhões de pessoas devem receber os recursos.

Como os pagamentos são feitos nas poupanças digitais da Caixa, o banco não abrirá as agências.

Durante o dia de hoje e ao longo da próxima semana, a Caixa Econômica Federal fará o crédito da terceira parcela para os beneficiários do lote 1, que receberam a primeira parcela até 30 de abril. Já os beneficiários do lote 2, que tiveram o crédito da primeira parcela entre 16 e 29 de maio, receberão a segunda parcela. E os novos beneficiários do lote 4 receberão a primeira parcela.

O auxílio é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados, como forma de fornecer proteção emergencial durante a crise causada pela pandemia de covid-19. Esses lotes de pagamento são para os beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família, ou seja, para aqueles que fizeram o cadastro no site ou aplicativo da Caixa ou que já estavam inscrito no Cadastro Único do governo federal.

Contas digitais

Todos os beneficiários vão receber o dinheiro em uma conta poupança digital, mesmo aqueles que indicaram conta de outro banco no cadastro. De acordo com a Caixa, a prioridade é manter o atendimento digital, para evitar aglomeração de pessoas nos pontos de atendimento, seguindo os protocolos de prevenção do período de pandemia.

Os beneficiários poderão utilizar os recursos por meio do cartão de débito virtual, disponibilizado no aplicativo Caixa Tem, para compras pela internet ou por meio de maquininhas em lojas físicas. Também é possível realizar o pagamento de boletos e de contas de água, luz, gás e telefone.

Para aqueles beneficiários que quiserem realizar o saque em dinheiro, o calendário de pagamento vai de 18 de julho a 19 de setembro, também de acordo com o mês de nascimento. Nas respectivas datas, havendo saldo remanescente na poupança digital, o valor será transferido automaticamente para a conta que o beneficiário indicou no cadastro, sendo da Caixa ou conta em outro banco.

Outros pagamentos

Sobre o pagamento da segunda parcela para os aprovados no lote 3, que receberam a primeira parcela entre os dias 16 e 17 de junho, a Caixa informou que ainda não tem data definida. Os beneficiários desse grupo poderão fazer o saque em dinheiro da primeira parcela entre 6 e 18 de julho, também de acordo com o mês de nascimento.

Já os beneficiários do auxílio emergencial que estão no programa Bolsa Família, recebem os recursos de acordo com o calendário do programa, sempre nos últimos dez dias de cada mês. Na segunda (29) e terça-feira (30), o banco faz o crédito da terceira parcela para aqueles que tem o Número de Identificação Social (NIS) final 9 e 0, respectivamente.

Para este público, o recebimento do auxílio emergencial é feito da mesma forma que o benefício regular, utilizando o cartão do Bolsa Família ou por crédito na conta da Caixa.

Filho de cleomar tema morre em acidente automobilístico

Com informação Gilberto Leda

Um dos filhos do prefeito de Tuntum, Cleomar Tema, morreu na madrugada deste sábado (27) num grave acidente automobilístico próximo à cidade.

O médico Rafael Seabra estava com amigos numa SW4. Ele dirigia.

Outras três pessoas morreram.

Segundo as primeiras informações, o veículo chocou-se frontalmente com um ônibus no momento em que o jovem tentava uma ultrapassagem, na BR-316, entre Alto Alegre e Peritoró.

Drive trhu junino no dia de são pedro

O sucesso do Box Junino Sonho de Catirina – menu da Villa do Vinho com delícias típicas da culinária maranhense – foi tanto que Werther Bandeira transformou o serviço em diário até 30 de junho.

Os clientes provaram, aprovaram e pediram mais …. Todas as delícias juninas da Villa do Vinho Bistrô podem ser pedidas para entrega via Delivery ou para retirada no Drive Thru junino na sede do restaurante; no Andreazza Center na Av. Mário Andreazza na Cohama, que vai funcionar inclusive no feriado de São Pedro (29.06).

Outro sucesso do restaurante é a PlayList musical em ritmo de São João no APP Spotify, para harmonizar música e culinária típicas. Para ouvir basta acessar o aplicativo, buscar a conta Villa do Vinho Bistrô e se deliciar com os melhores sucessos que nos transportarão aos mais tradicionais da Ilha

Werther Bandeira, da Villa do Vinho Bistrô, que vai funcionar com seu Drive Trhu e Delivery Juninos no Dia de São Pedro (29.06) com muitas delícias típicas maranhenses.