O HIDRÔMETRO É PEÇA CHAVE PARA O USO RACIONAL DA ÁGUA BRK Ambiental explica como os hidrômetros funcionam

O hidrômetro é um equipamento que registra o volume de água consumido em um imóvel conectado ao sistema de abastecimento de água tratada. Ele é indispensável para que o cliente controle o volume de água utilizado e mantenha hábitos de consumo consciente, fundamentais para planejar o orçamento familiar e para a preservação do meio ambiente.
A BRK Ambiental, responsável pelos serviços de água e esgoto em São José de Ribamar e Paço do Lumiar, já investiu R$19 milhões na instalação e modernização de novos medidores. A previsão é que o programa de hidrometração seja concluído até 2022. A instalação do novo aparelho é gratuita, exceto nos casos em que a troca seja solicitada pelo cliente sem justificativas confirmadas pela concessionária (como um defeito comprovado, por exemplo) ou fora do cronograma de substituições previsto pela empresa.
Os hidrômetros seguem rigorosas normas técnicas de fabricação, têm avançada tecnologia e são certificados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO). O equipamento registra o consumo do imóvel em tempo real e é um grande aliado na luta contra o desperdício e, por consequência, contra a escassez de água. A leitura dos hidrômetros é realizada mensalmente e a fatura é calculada com base no volume consumido ao longo do mês. O valor da fatura é o resultado da diferença entre a leitura atual e a que foi registrada na fatura do mês anterior.
“Além de ser muito importante para que os clientes conheçam o seu consumo e possam fazer o controle de sua economia doméstica, o hidrômetro também tem uma relevância social. A partir das medições dos aparelhos nos domicílios, a concessionária consegue mapear os hábitos da população, detectar excessos e perdas, propor campanhas de conscientização e projetar investimentos futuros no sistema de abastecimento” alerta Marcelo Braga, gerente de Investimentos da unidade BRK Ambiental no Maranhão.
O hidrômetro mede apenas o volume de água utilizado, mas o equipamento pode ajudar a evidenciar vazamentos nas instalações hidráulicas internas que não eram percebidos anteriormente. Braga explica que “na maioria dos casos, um eventual aumento aparente no consumo pode ser atribuído a vazamentos nas instalações hidráulicas internas. Esses vazamentos podem estar ocultos dentro das paredes do imóvel, o que dificulta sua identificação. Existem ainda outras possibilidades no aumento do consumo, como a elevação da temperatura em meses mais quentes, visitas de parentes ou amigos, ou ainda outras mudanças de hábitos de consumo. O ideal é que o cliente monitore seu consumo regularmente pelo hidrômetro, assegurando o valor correto e justo, compatível com o uso ao longo do mês”.
A concessionária garante a qualidade dos medidores instalados nas cidades onde atua. Já o cuidado com o aparelho contra danos e roubos é responsabilidade do usuário, que responderá pelas despesas sempre que ficar demonstrada a falta de proteção e guarda do equipamento. Além disso, furtos ou adulteração no hidrômetro podem levar a multas e até outras penalidades.
Outra dúvida comum é sobre o uso dos eliminadores de ar, equipamentos comercializados que prometem reduzir a conta de água, supostamente eliminando ou bloqueando o ar existente na rede de abastecimento de água. Não há no mercado nenhum equipamento com essa finalidade que tenha eficácia comprovada. A instalação destes aparelhos pode, inclusive, prejudicar a vazão e a pressão da água distribuída, além de possibilitar a entrada de agentes contaminantes no sistema de abastecimento.
Em caso de dúvidas, a BRK Ambiental mantém o seu canal gratuito de atendimento, o 0800 771 0001, que está disponível 24 horas. Nesse momento, a concessionária incentiva seus clientes a priorizarem o uso dos canais digitais, e o atendimento está disponível no e-mail [email protected], nas páginas da concessionária nas redes sociais e pelo novo canal de atendimento no WhatsApp, no número (11) 99988 0001.

A importância de conhecer o Selo Procel e a etiqueta de eficiência energética dos eletrodomésticos

Todas as dicas de economia de energia são válidas para quem busca um respiro no orçamento no fim do mês. E escolher bem os eletrodomésticos para a casa é uma das principais recomendações, especialmente se queremos utilizar energia com consciência e poupar na fatura de luz. Mas existe uma questão fundamental que deve ser considerada na hora da compra, que vai muito além da estética, preço, funcionalidade e marca: a eficiência energética do produto. E essa informação consta na classificação energética do aparelho e do Selo Procel de Eficiência Energética.

O que é o Selo Procel e a etiqueta de eficiência energética (INMETRO)?
Em primeiro lugar, o Selo Procel e a etiqueta de eficiência energética são ferramentas de apoio aos consumidores, para que tenham acesso a informação sobre os produtos e seu consumo de energia. A etiqueta apresenta aos consumidores a classificação conforme a eficiência energética dos aparelhos, já o Selo Procel reconhece os aparelhos mais eficientes em cada categoria, em geral os classificados como “A” na etiquetagem.

Para a maioria dos aparelhos, como geladeiras, fogões e aparelhos de ar-condicionado, as categorias vão de A até E, sendo a letra “A” a indicação do aparelho mais econômico. Essas marcações são definidas pelo desempenho dos produtos. Já para lâmpadas, pela enorme variação do nível de eficiência, a categoria vai até G.

O líder de operações do PEE, Edmilson Santos, explica que através da etiqueta é possível comparar a eficiência energética entre os equipamentos e tomar uma decisão de compra adequada. “Por exemplo, você precisa comprar uma geladeira de uma porta e encontra uma com o preço acessível, etiquetada com a classificação ‘C’, com consumo mensal de 46 kWh/mês. Porém, existe outra um pouco mais cara, com as mesmas caraterísticas e com a classificação ‘A’ e Selo Procel com consumo de 21,9 kWh/mês. O aparelho mais barato, nem sempre vai determinar a economia, pois representará um maior consumo no final do mês. Nesse exemplo, o cliente poderá fazer a escolha certa e poderá economizar 54% no final do mês com a conta de energia, o que pode representar muito se levar em consideração a vida útil do equipamento”, conclui.

Interpretação
Cada linha de eletrodoméstico possui sua própria etiqueta, mudando de acordo com as características técnicas de cada produto. Porém, existem elementos que são comuns a todas as categorias etiquetadas:

Tipo de Equipamento;
Nome do Fabricante;
Marca comercial ou logomarca
Indicação do modelo
Indicação da eficiência energética do equipamento
Indicação do consumo de energia, em kWh/mês
Informações adicionais sobre o produto;
Assinatura do INMETRO e parceiros

Voluntários realizam ação às margens do Rio Bacanga e retiram resíduos do meio ambiente

Ação aconteceu durante programação do 26° ano do Clean Up The World

 

Em parceria com a Associação Comunitária Itaqui Bacanga (ACIB), voluntários da Equatorial Maranhão e da 3E Engenharia realizaram uma ação às margens do Rio Bacanga, no último sábado (19). Ao todo foram recolhidos 300 kg de resíduos que estavam jogados às margens do Rio Bacanga.

O material arrecadado foi pesado pelo projeto E+ Reciclagem e o bônus será destinado ao Clube das Mães Nossa Senhora da Vitória da Comunidade do Sá Viana e para outra instituição filantrópica do bairro.

Segundo Dayane de Matos, Supervisora do Programa E+ Reciclagem, “a ação foi muito positiva e representou muito para todos os participantes. A comunidade entendeu que é preciso conscientização de todos para que se mantenha o Rio Bacanga limpo e há uma necessidade de mais ações na localidade. Além de fazer o bem retirando lixo do meio ambiente, esses resíduos retirados da margem do rio serão convertido em bônus para conta de energia de duas instituições do bairro”, relata Dayane.

De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Meio Ambiente da ONU), a cada ano, oito milhões de toneladas de plástico vão parar nas águas dos oceanos, levando 100 mil animais marinhos à morte, em média. Ainda segundo a ONU – Meio Ambiente, até 2050 pode haver mais plástico que peixes nos mares. A situação pode aumentar ainda mais a escassez de alimento no mundo, além de afetar a economia de regiões que dependem da indústria da pesca.

Nos últimos anos os voluntários do E+ Energia Voluntária, programa de voluntariado da Equatorial Maranhão, realizaram ações de limpeza das praias em São Luís e de rios em outros municípios.

Cultura popular & inclusão social : Balanço super positivo do projeto “Devotos de São João “

Mais de 35 atrações folclóricas e artistas, em 4 horas de pura emoção no YouTube, assim foi a Live cultural “Devotos de São João”; iniciativa do fotógrafo Meireles Jr. e dos músicos Chiquinho França, Betto Pereira e César Nascimento.

O projeto, que serviu para divulgar mundo afora a cultura maranhense, foi uma realização da Fundação Souzândrade com patrocínio da Vale. E foi um grade presente para São Luis, com homenagem ao vivo do cantor Fernando de Carvalho acompanhado do pianista e Wesley Sousa. Muita emoção também nas músicas inéditas como a instrumental Baixada (Chiquinho França e Mhário Lincoln) e Festa do Bumba-boi (César Nascimento, Íris Cavalcante e Isaac Cândido). Destaque para outras emocionantes interpretações nas vozes de Alcione, Zeca Baleiro, Rita Beneditto, Coral de São João e demais artistas.

O objetivo principal apoiar financeiramente 31 grupos folclóricos ligados ao São João: Bois de Axixá; Barrica; Boi da Boa Hora dos Pacheco; Boi de Leonardo; Boi da Lua; Maracanã; Nina Rodrigues; Pérola dos Lençóis; Pindaré; Presidente Juscelino; Rama Santa; Meu Tamarineiro; Sociedade de Cururupu; Unidos da Vila Conceição; Unidos de Santa Fé e Unidos Venceremos; Cacuriás Assa Cana, Dona Teté e John; Côco Pirinã; Dança Portuguesa Encanto de Portugal e Império de Lisboa; Dança do Lelê de Rosário; Quadrilhas Mocinha do Sertão, Flor de Mandacaru, Matutus do Rei, Quadrilha Junina Estilizada de Ihaúma além dos grupos de Tambor de Crioula de Apolônio, Arte Nossa, Mestre Felipe e São Benedito de Itapera.

E graças às doações de empresas, a Live foi além e beneficiou também a Creche “Deus Criou” do Anjo da Guarda, que atende cerca de 80 crianças de até 8 anos; que recebeu essa semana um presente e tanto: 1 tonelada e meia de alimentos; 150 cestas básicas doadas pelas empresas RB Sol; Ronierd Barros e Cimento Bravo além de materiais de construção doados pela Potiguar no valor de R$5.000,00 para a reforma da sede da entidade.

Para Meireles Jr. o resultado bastante elogiado por todos foi fruto de um trabalho coletivo e de muita dedicação, que demonstra a força da cultura maranhense:

“Quero agradecer muito a Deus, a todos que acreditaram e que somaram para que conseguíssemos realizar o projeto – todos os amigos, os artistas envolvidos, grupos folclóricos, empresas apoiadoras, e acima de tudo a Vale e a Fundação Souzândrade. O projeto mostrou ao mundo a força e a beleza da cultura popular maranhense. E como a mesma pode ser um instrumento de inclusão social. Que essa seja a primeira edição de muitas outras futuras do Devotos de São João”, declarou Meireles Jr.

Moradores da Ilhinha recebem geladeira nova Ação foi promovida pela Defensoria Pública e Equatorial Maranhão

Famílias de baixa renda atingidas pelas fortes chuvas na capital, no início do ano, foram cadastradas pela Defensoria Pública do Maranhão e receberam nesta quinta-feira (24) geladeiras novinhas, em troca das antigas que já estavam com defeitos e consumindo bastante energia, como parte de uma ação realizada pela Defensoria Pública, em parceria com a Equatorial Maranhão. Essas famílias estavam morando em área de risco e foram remanejadas para dois residenciais: o Residencial José das Chagas (localizado no bairro da Ilhinha), onde foram entregues 40 geladeiras, e o Residencial João Alberto (Vila Lobão – Santo Antônio), onde foram entregues 20 geladeiras.

Estiveram presentes durante a ação o Defensor Público Geral Alberto Bastos, e representando a Equatorial Maranhão a Líder Jurídico Amanda Castro e o Executivo de Relacionamento com o Cliente Luiz Antônio Fernandes.

Para Alberto Bastos, essa parceria faz parte de uma diretriz maior da Defensoria Pública do Maranhão. “Dentro da nossa diretriz de atuação cada vez mais próxima do cidadão, buscamos a parceria da Equatorial Maranhão e, juntos, conseguimos potencializar o projeto de troca de geladeiras, indicando famílias em situação de vulnerabilidade, que podem contar com um eletrodoméstico novo sem custos bem como a redução no consumo de energia, ” destacou Alberto.

Já o Executivo de Relacionamento com o Cliente Luiz Antônio Fernandes destacou que esta ação é parte do programa de Eficiência Energética da Equatorial Maranhão, que firmou parceria com a Defensoria. “Para nós foi muito importante atender a este pedido da Defensoria Pública e poder levar nosso programa de Eficiência Energética para essas comunidades, que agora vão ter um equipamento de qualidade, com consumo de energia mais baixo e mais qualidade de vida”, relatou Luiz Antônio.

Postos de coleta do E+ reciclagem reabrem em diversas regiões do Maranhão

Com o início da pandemia da COVID-19, os postos de coleta do E+ Reciclagem (antigo ECOCEMAR) permaneceram fechados seguindo as recomendações sanitárias.

O projeto da Equatorial Maranhão, que tem como objetivo fortalecer a coleta seletiva e a destinação correta dos resíduos sólidos, além de transformar o valor desses materiais em descontos na conta de energia elétrica, retomou suas atividades gradativamente após adequações às regras determinadas pelos órgãos de saúde.

Devido a algumas reformas e melhorias nas instalações dos postos, apenas alguns pontos já estão aptos para a coleta dos resíduos. Em São Luís, a troca dos materiais recicláveis já está disponível no Posto Móvel do E+ reciclagem, que esteve no bairro Sá Viana e Vila Embratel na última semana; no posto do Centro Elétrico, localizado na Avenida Guajajaras; no posto da Lagoa da Jansen e na UEMA (Universidade Estadual do Maranhão). Além disso, as atividades nos postos de Timon (localizado na Sede da Equatorial) e de Caxias (no II Batalhão) também já estão em funcionamento.

Os postos estão abertos de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h, e aos sábados de 8h às 12h. A empresa ressalta ainda que todas as medidas de prevenção contra a COVID-19 já estão sendo tomadas para garantir a segurança dos colaboradores e clientes.

Cultura popular & inclusão social: balanço super positivo do projeto “devotos de são joão”

Mais de 35 atrações folclóricas e artistas, em 4 horas de pura emoção no YouTube, assim foi a Live cultural “Devotos de São João”; iniciativa do fotógrafo Meireles Jr. e dos músicos Chiquinho França, Betto Pereira e César Nascimento.

O projeto, que serviu para divulgar mundo afora a cultura maranhense, foi uma realização da Fundação Souzândrade com patrocínio da Vale. E foi um grade presente para São Luis, com homenagem ao vivo do cantor Fernando de Carvalho acompanhado do pianista e Wesley Sousa. Muita emoção também nas músicas inéditas como  a instrumental Baixada (Chiquinho França e Mhário Lincoln) e Festa do Bumba-boi (César Nascimento, Íris Cavalcante e Isaac Cândido). Destaque para outras emocionantes interpretações nas vozes de Alcione, Zeca Baleiro, Rita Beneditto, Coral de São João e demais artistas.

O objetivo principal apoiar financeiramente 31 grupos folclóricos ligados ao São João: Bois de Axixá; Barrica; Boi da Boa Hora dos Pacheco; Boi de Leonardo;  Boi da Lua; Maracanã; Nina Rodrigues; Pérola dos Lençóis; Pindaré; Presidente Juscelino; Rama Santa; Meu Tamarineiro; Sociedade de Cururupu; Unidos da Vila Conceição; Unidos de Santa Fé e Unidos Venceremos; Cacuriás Assa Cana, Dona Teté e John; Côco Pirinã; Dança Portuguesa Encanto de Portugal e Império de Lisboa; Dança do Lelê de Rosário; Quadrilhas Mocinha do Sertão, Flor de Mandacaru, Matutus do Rei, Quadrilha Junina Estilizada de Ihaúma além dos grupos de Tambor de Crioula  de Apolônio, Arte Nossa, Mestre Felipe e São Benedito de Itapera.

E graças às doações de empresas, a Live foi além e beneficiou também a Creche “Deus Criou” do Anjo da Guarda, que atende cerca de 80 crianças de até 8 anos; que recebeu essa semana um presente e tanto: 1 tonelada e meia de alimentos; 150 cestas básicas doadas pelas empresas RB Sol; Ronierd Barros e Cimento Bravo além de materiais de construção doados pela Potiguar no valor de R$5.000,00 para a reforma da sede da entidade.

Para Meireles Jr. o resultado bastante elogiado por todos foi fruto de um trabalho coletivo e de muita dedicação, que demonstra a força da cultura maranhense:

“Quero agradecer muito a Deus, a todos que acreditaram e que somaram para que conseguíssemos realizar o projeto – todos os amigos, os artistas envolvidos, grupos folclóricos, empresas apoiadoras, e acima de tudo a Vale e a Fundação Souzândrade. O projeto mostrou ao mundo a força e a beleza da cultura popular maranhense. E como a mesma pode ser um instrumento de inclusão social. Que essa seja a primeira edição de muitas outras futuras do Devotos de São João”, declarou Meireles Jr.

 

Eleições 2020: termina hoje prazo para pedir registro de candidatura

Agência Brasil

Mais de 700 mil candidatos devem concorrer a prefeito e vereador

O prazo para a apresentação de pedidos de registro de candidaturas na Justiça Eleitoral termina neste sábado (26). A expectativa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é de que, neste ano, mais de 700 mil candidatos disputem as 5.568 vagas de prefeito e as milhares de cadeiras de vereador. Nas eleições municipais de 2016, a Justiça Eleitoral recebeu um número bem menor de pedidos de registro para os mesmos cargos – 496.927.

Por causa das dificuldades enfrentadas por partidos e coligações para fazer a transmissão de arquivos pela internet, desde o início desta semana, a entrega dos registros fisicamente está permitida pela Portaria nº 704, assinada pelo presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso. Virtualmente, o prazo para a documentação terminou às 8h de hoje, mas presencialmente o requerimento pode ser feito até as 19h.

Exigências e registro

Para a candidatura, a Constituição Federal exige do cidadão nacionalidade brasileira, o pleno exercício dos direitos políticos, alistamento eleitoral, domicílio eleitoral na respectiva circunscrição, a filiação partidária – portanto, as candidaturas avulsas estão proibidas – e a idade mínima fixada para o cargo eletivo pretendido.

No caso de prefeito ou vice-prefeito, o candidato precisa ter 21 anos e, para disputar a vaga de vereador, deve ter 18 anos até a data da posse. Além disso, para concorrer, o postulante a um cargo eletivo precisa estar quite com a Justiça Eleitoral, ou seja, não pode ter multa.

A Resolução TSE nº 23.609/2019 estabelece que qualquer cidadão pode concorrer às eleições desde que cumpra as condições constitucionais e não esteja impedido por qualquer causa de inelegibilidade prevista em lei. Pelo texto, para disputar o pleito, o candidato deve ter domicílio eleitoral na respectiva circunscrição e estar com a filiação deferida no partido político pelo qual pretende concorrer, seis meses antes das eleições.

Cada partido político ou coligação poderá solicitar à Justiça Eleitoral o registro de um candidato a prefeito e um a vice-prefeito. Já no caso de vereadores, apenas partidos poderão requerer o registro de candidatos, no limite de uma vez e meia o número de vagas disponíveis na Câmara Municipal.

Data

Por causa da pandemia, as eleições municipais de 2020 tiveram o calendário alterado por meio de emenda constitucional aprovada pelo Congresso. O primeiro e o segundo turnos estão marcados para os dias 15 e 29 de novembro, respectivamente.