“O SUS é universal”, responde Carlos Lula sobre polêmica na aplicação da vacina em São Luís

O secretário da saúde do Maranhão, Carlos Lula, denunciou a ilegalidade da prefeitura de São Luís por barrar o direito do cidadão à segunda dose da vacina contra a Covid-19. Segundo a denúncia nas redes sociais, só são aceitos aqueles que tomaram a primeira dose nos postos montados pela própria prefeitura.

No twitter, o secretário do Maranhão denunciou a ilegalidade na prática da prefeitura de São Luís. “O SUS é universal. É muita pequeneza política e mesquinhez isso aqui acontecer. Além de ilegal.”

Desde o mês de agosto, o Ministério da Saúde emitiu nota técnica para informar que a segunda dose deve ser garantida independente de cidade ou estado onde foi realizada a primeira dose.

Resta saber quando a Prefeitura de São Luís dará real importância a vida do cidadão, mais do que promover a falsa propaganda sobre quão bela é a campanha de vacinação na capital maranhense, que na prática é, minimamente, excludente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *