Escola Acolher promove Feira do Empreendedor neste sábado dia 18

*Escola Acolher promove Feira do Empreendedor neste sábado dia 18*

Alinhada a grandes desafios globais das sociedades contemporâneas, a OPEE é comprometida em oferecer soluções focadas no autoconhecimento, no empreendedorismo, na educação financeira voltada ao consumo consciente, na inteligência emocional alinhada aos novos caminhos da neuroeducação e nos métodos de estudo para a disciplina necessária ao sucesso pessoal e coletivo. Neste sábado dia 18 acontece a Feira do Empreendedor 2021 em todas às unidades da Escola Acolher no Cohafurma. Turu e Anil.
O foco na escolha profissional, capaz de evitar a enorme evasão universitária e nos índices de descontentamento com o trabalho, na construção da empregabilidade de forma proativa e na aproximação de famílias e escola.
Com o intuito de proporcionar aos nossos educandos aprendizagens significativas e conclusão aos projetos das metodologias OPEE, a escola Acolher promoverá a FEIRA DO EMPREENDEDOR 2021 – “O comportamento empreendedor- um saber essencial”. O projeto de Empreendedorismo e projeto de vida incentiva a vivenciar situações relativas à condução de um negócio, bem como desenvolver habilidades necessárias que competem a um empreendedor a perceber como lidar com o dinheiro que, afinal, faz parte do nosso dia a dia.
Com o objetivo de propiciar aos nossos alunos o contato inicial com as etapas da educação financeira (Diagnosticar, Sonhar, Orçar, Poupar) que auxiliam a compreensão do uso consciente do dinheiro e despertam atitudes de participação e colaboração para vida em sociedade (Aprender a Ser, Aprender a Ter, Aprender a Fazer e Aprender a Aprender), cada turma criou sua microempresa.

Carlos Lula pede posicionamento da Anvisa sobre suspensão da vacinação de adolescente contra a Covid-19

O presidente do Conselho Nacional de Secretário de Saúde (Conass) e secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, encaminhou ofício para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) exigindo posicionamento sobre a continuidade da vacinação de adolescentes contra a Covid-19 no país.

No documento assinado por Carlos Lula, o Conass pede “imediato posicionamento da ANVISA sobre a autorização para uso da vacina em adolescentes de 12 a 17 anos”. A medida questiona a nota do Ministério da Saúde que orienta a suspensão da vacinação em adolescentes sem comorbidade, que contradiz a autorização da Anvisa.

O ofício alerta para a necessidade de avançar na vacinação de adolescentes com e sem comorbidades. “A vacinação dos adolescentes cumpre importante papel na estratégia de controle da pandemia no Brasil”, diz o texto.

O Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde também assina o documento. Leia completo abaixo.

É preciso empatia para transformar realidades.

É preciso empatia para transformar realidades

É preciso empatia para transformar realidades

Passado o aniversário de 409 anos de São Luís, preciso pontuar entregas importantes que o governo do Maranhão fez em comemoração à data. Somente de 6 a 10 de setembro, os ludovicenses receberam importantes equipamentos públicos de educação, saúde, acesso a esporte e lazer.

Vou destacar as obras educacionais e uma vistoria que fizemos na Ilha de Tauá-Mirim, localizada na zona rural de nossa cidade.

Por meio do programa Escola Digna, participei de uma verdadeira maratona de entregas, com a inauguração do Centro Educa Mais Sousândrade, localizado no bairro Lira, na capital maranhense, que agora é uma escola de tempo integral, com capacidade para atender cerca de mil estudantes.

Além dos Faróis do Saber Antônio Machado Neves da Costa, no Anjo da Guarda; e Gonçalves Dias, no Filipinho; foram inaugurados o Centro Educa Mais Maria Pinho, no Cohatrac; o Centro de Ensino Rio Grande do Norte, no Radional; e o CE Renascença, no bairro Renascença.

Tudo comandado pelo governador Flávio Dino e sob a coordenação do secretário Felipe Camarão. E é essa liderança que quero destacar. Para mudar a vida de tanta gente, é preciso ter empatia, ou seja, se colocar no lugar do outro.

Não só em São Luís, mas em todo o Maranhão, as pessoas podem sonhar e conquistar um futuro melhor. Aquela herança de que só o filho de alguém socialmente bem posicionado poderia ter acesso a uma escola de qualidade não existe mais em nosso estado. Hoje o filho do pobre também pode fazer intercâmbio, estudar em escola bilíngue, de tempo integral, desenvolver competências e conhecimentos relacionados à programação, eletrônica, robótica e muito mais.

A educação realmente transforma realidades, mas para isso é fundamental sentir a necessidade de quem mais precisa, que, na prática, é ter como prioridade uma agenda voltada às causas sociais. É querer, de coração, que todos tenham oportunidades iguais. E o governo do Maranhão tem trabalhado nesse sentido e com esse sentimento. Eu me orgulho de ser um aliado das lutas com essa gestão que quer deixar um legado cada vez maior de avanços e desenvolvimento aos maranhenses.

E o foco não está somente na educação, mas também em assegurar desenvolvimento, gerar emprego, renda e dignidades às pessoas.

Nessa semana de celebrações, com o vice-governador Carlos Brandão, ainda estive na Ilha de Tauá-Mirim, onde há mais de 20 anos os moradores esperavam por uma obra que garantisse desenvolvimento ao lugar. Agora, o governo está implantando uma estrada para ligar as comunidades da Ilha. São 5 km em Jacamin e três vias transversais pavimentadas de 4 km para acessos às comunidades de Embaubal, Ilha Pequena e Amapá.

Além da mobilidade, a obra potencializará a venda de mandioca e farinha produzidas no local, o turismo nas praias da região e o transporte escolar das crianças.

O senhor José Satiros, morador há 65 anos do povoado Jacamim, nos testemunhou que nunca tinha visto nada como essa obra na região. Ao agradecer, ainda disse que se passaram vários governos e que nenhum deu a atenção necessária.

“Fico até impressionado porque a gente vinha pedindo para certos governos, certos prefeitos, nunca tinha sido feito o que está sendo feito agora. Nós realizamos o nosso sonho de ter uma estrada maravilhosa como essa que o Dino está fazendo”, comentou o morador.

É justamente isso que nos motiva e nos dá força para fazer mais: ter a certeza de que muitas vidas serão transformadas. E não há nada que pague poder enxergar no rosto das pessoas um olhar de agradecimento, mesmo que a gratidão seja por algo que já deveria ser delas há muito tempo.

Paulo Victor
Vereador de São Luís

“O SUS é universal”, responde Carlos Lula sobre polêmica na aplicação da vacina em São Luís

O secretário da saúde do Maranhão, Carlos Lula, denunciou a ilegalidade da prefeitura de São Luís por barrar o direito do cidadão à segunda dose da vacina contra a Covid-19. Segundo a denúncia nas redes sociais, só são aceitos aqueles que tomaram a primeira dose nos postos montados pela própria prefeitura.

No twitter, o secretário do Maranhão denunciou a ilegalidade na prática da prefeitura de São Luís. “O SUS é universal. É muita pequeneza política e mesquinhez isso aqui acontecer. Além de ilegal.”

Desde o mês de agosto, o Ministério da Saúde emitiu nota técnica para informar que a segunda dose deve ser garantida independente de cidade ou estado onde foi realizada a primeira dose.

Resta saber quando a Prefeitura de São Luís dará real importância a vida do cidadão, mais do que promover a falsa propaganda sobre quão bela é a campanha de vacinação na capital maranhense, que na prática é, minimamente, excludente.

Paulo Victor participa de vistoria de obras e entrega de escolas em comemoração aos 409 anos de São Luís.

Paulo Victor participa de vistoria de obras e entrega de escolas em comemoração aos 409 anos de São Luís.

Paulo Victor participa de vistoria de obras e entrega de escolas em comemoração aos 409 anos de São Luís.

Na segunda-feira (6), o vereador Paulo Victor acompanhou o vice-governador Carlos Brandão na Ilha de Tauá-Mirim, localizada na zona rural de São Luís, para vistoriar a obra da estrada que liga as comunidades da Ilha. A realização da obra foi solicitada pela Câmara Municipal de São Luís.

São 5 km em Jacamin e três vias transversais pavimentadas de 4 km para acesso às comunidades de Embaubal, Ilha Pequena e Amapá.

“Com essa iniciativa, o governo do Maranhão leva mobilidade, potencializa a venda de mandioca e farinha produzidas no local, além de atrair turismo nas praias da região e melhorar o transporte escolar das crianças”, disse Paulo Victor.

Segundo o vice-governador, Tauá-Mirim sempre recebeu promessas de melhorias, ano após ano; porém nada de concreto havia sido realizado. “A cada nova promessa, vinda de diversos segmentos, mais um ano se seguia e nada era feito. Isso mudou agora. Também iremos analisar a viabilidade de implantação de outras melhorias, como uma escola de ensino médio, para que os estudantes não precisem se sacrificar indo até escolas distantes”, afirmou.

“Nós, aqui, temos muitas carências. A estrada era a principal delas. Não é fácil quando adoece uma pessoa e precisamos levar para o hospital, por exemplo”, comentou o presidente da Associação de Moradores Ilha Pequena-Jacamim, Teotônio Fernando Bezerra Júnior.

Também participaram da vistoria o vereador Marquinhos e os secretários Ivaldo Rodrigues e Lívio Corrêa.

Mais entregas

Na terça-feira (7), em celebração à Independência do Brasil, com o governador Flávio Dino e secretário de estado da educação, Felipe Camarão; Paulo Victor também participou da entrega de duas Escolas Dignas: CE Rio Grande do Norte e CE Renascença.

Na quarta-feira (8), em comemoração aos 409 anos de São Luís, o governo do Estado entregou o Centro Educa Mais Sousândrade, no Lira, todo reformado, com a presença do parlamentar.

“É uma honra participar de momentos tão importantes para a nossa cidade e para a nossa gente. Quero parabenizar o governador Flávio Dino, o vice-governador Carlos Brandão e o secretário Felipe Camarão, por não medirem esforços na garantia de um estado que seja transformado pela educação”, destacou.

Os vereadores Jhonatan Soares e Eunice Chê, do Coletivo Nós; o vereador Edson Gaguinho, a vereadora Concita Pinto também marcaram presença.

Vereadora Fátima Araújo é atacada por vereador Chaguinhas

Vereadora Fátima Araújo é atacada por vereador Chaguinhas

Na sessão plenária da Câmara Municipal de São Luís, desta quarta-feira (1º), a vereadora Fátima Araújo cobrou ações da Prefeitura para a rua Bom Jesus, no bairro João de Deus, que precisa de melhor infraestrutura, pois, em razão de vários buracos, vai perder a linha de ônibus que passa no local.

Logo depois, o vereador Chaguinhas disse no plenário que a cidade está sob nova direção e que “aquele negócio de vereador ficar com requerimento na rua pra cima e pra baixo, mostrando que é ele que tá trazendo as obras, com a nova gestão, isso pouco a pouco tá sendo desbotado”.

A pontuação é inadequada, já que a função do parlamentar é esta: solicitar, cobrar, fiscalizar até que a solução chegue ao povo.

Chaguinhas pegou pesado e foi agressivo com a vereadora, chegando a dizer que ela é oportunista e desleal. Afirmou ainda que tanto Fátima como o vereador Paulo Victor eram vendedores de perfume e que iam de porta em porta para falar do asfalto, desconsiderando que a iniciativa também faz parte da atividade parlamentar, assim como ouvir as pessoas, dar atenção, prestar contas do trabalho.

A rixa de Chaguinhas começou em 2020, quando a vereadora, após eleita, conseguiu, com o governo do Estado, asfalto para 12 ruas do bairro São Cristóvão, o que afetou o vereador, e até hoje ele faz questão de criticar a forma de trabalhar da parlamentar, que veio das comunidades e sempre colocou a mão na massa para melhorar as ruas e garantir melhorias aos moradores.

Fátima disse que já foi chamada de ridícula por Chaguinhas, por varrer rua, e afirmou que não é um mandato que vai mudar o seu jeito de ser.

“Antes de ser vereadora, eu já varria rua […], como sempre fiz nas comunidades. O meu trabalho é voltado para a população.”

Carlos Lula anuncia reforma e ampliação de unidade mista no município da Raposa

Em busca de soluções para saúde pública no Maranhão, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, adiantou-se para anunciar que a obra de reforma e ampliação da Unidade Mista Drª Nemercia Dias Pinheiro, no município da Raposa, inicia nesta segunda-feira (30).

Parte da unidade foi isolada para receber a primeira fase da reforma. “Vamos atender um sonho antigo da comunidade da Raposa que é a reforma da unidade hospitalar. Nós vamos conseguir conquistar esse sonho com a parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde. Vamos reformar por inteiro a unidade e melhorar ainda mais os indicadores de saúde do município”, disse o secretário Carlos Lula.

A parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura da Raposa garantiu a reforma completa da Unidade Mista Drª Nemercia Dias Pinheiro. A obra será executada em duas etapas e prevê reforma do centro cirúrgico, revisão elétrica, hidráulica, troca de piso, pintura, reforma da fachada, além da ampliação da unidade.

O prefeito da Raposa, Eudes Barros, destacou a união de esforços entre Estado e Município para restruturação da saúde da população da Raposa. Na presença do secretário Carlos Lula, o gestor municipal destacou a execução do compromisso assumido: a reforma da unidade mista.
“Quero agradecer ao secretário Carlos Lula e ao Governo do Estado por essa parceria. Nós estamos buscando melhorias para saúde da nossa população”, frisou o prefeito Eudes Barros.

Carlos Lula anuncia recursos para ampliar a radioterapia do Hospital Aldenora Bello

O secretário Carlos Lula esteve no Hospital Aldenora Bello, nesta quinta-feira (26), para anunciar o investimento do Governo do Maranhão em mais de R$ 8,2 milhões. Os recursos serão destinados a ampliação do serviço de radioterapia e outros serviços oncológicos.

“Vamos acabar com a agonia da pessoa com câncer só comecar o tratamento depois de meses. O financiamento do serviço está garantido pelo Governo do Maranhão”, disse o secretário Carlos Lula.

Com o investimento do Governo do Maranhão, o Hospital dobra sua capacidade mensal para atendimento aos pacientes com câncer.

“Teremos uma velocidade maior de saída dos pacientes, conseguindo zerar a espera e possibilitar um tratamento de qualidade para todos os maranhenses”, comemora o vice-presidente presidente do hospital, Antônio Dino.

O custeio para manutenção e ampliação do serviço de radioterapia do hospital filantrópico vai beneficiar centenas de maranhenses por meio dos recursos do Governo do Maranhão.

PF deflagra operação ANHANGÁ no Maranhão

A operação ANHANGÁ, que engloba as operações YBIRÁ e PRIORISTIRIO foi deflagrada pela Polícia Federal no Maranhão, na terça-feira, 24, e continua em andamento, com o objetivo de combater crimes ambientais, crimes contra comunidades indígenas e cumprir mandados judiciais.

Estão sendo empregados, nesta operação, 66 policiais federais. Participam, ainda, os órgãos parceiros: FUNAI, IBAMA, Ministério da Defesa, Força Nacional de Segurança Pública, Batalhão de Polícia Ambiental e Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Maranhão.

Estão sendo cumpridos 09 (nove) mandados de busca e apreensão em Amarante do Maranhão e Buriticupu, com intervenções em serrarias e movelarias.
Até o momento, os resultados obtidos foram a inutilização de:
– Aproximadamente 250 toras de madeira;
– Maquinários utilizados nas movelarias e serrarias irregulares;
– Dois caminhões toreiros;
– Um trator;
– Apreensão de valores e armas.
Delegada responsável pela operação:
DPF Sherida Carlos – Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico (DELEMAPH)
*Anhangá ou Anhanga – da mitologia de raiz Tupi, remete a um espírito poderoso, protetor de florestas, rios e animais.

A força do parlamento municipal

A força do parlamento Municipal

A força do parlamento Municipal

Iniciei minha vida como servidor público aos 19 anos de idade, como assessor parlamentar na Câmara Municipal de São Luís, e desde então tenho o sonho de trabalhar por nossa gente e fortalecer a autonomia dos vereadores.

Ultimamente, tenho sido muito questionado sobre a Presidência da Casa, e meu nome é um dos que irá concorrer na próxima eleição. As coisas estão acontecendo naturalmente, como manda o parlamento e a minha própria atuação. O que faço é o que eu já fazia e independe da Presidência. Tenho feito um trabalho aguerrido, mas que precisa avançar em razão da demanda, pois sei que há inúmeros precisando de muita assistência. E nada pode me respaldar mais do que um trabalho honesto, responsável e compromissado com as pessoas.

Além disso, obviamente, alianças são importantes, e tenho algumas, como a do governador Flávio Dino, do presidente do meu partido, o deputado federal Márcio Jerry; e até mesmo de vereadores da base do prefeito Eduardo Braide.

Sobre esse assunto, falei em entrevista à rádio Mirante AM. O que nos trouxe até aqui é o fato de sabermos nos colocar no lugar do outro, ter empatia com os colegas parlamentares, boa comunicação, e é esse sentimento que tenho plantando desde que assumi como suplente na última legislatura.

Na eleição de 2020, sai da suplência para um dos vereadores mais votados de São Luís, apresentando projetos de lei, que foram aprovados, como a regularização do Uber e o livre acesso de educadores físicos e de personal trainers às academias.

Além disso, estive nas comunidades com ações de saúde, esporte, lazer, buscando atender as pessoas e suas mais variadas necessidades.

Hoje, tenho colhido o apoio de muitos colegas ao projeto da Presidência, que será um mandato participativo, com base no Coletivo Nós (PT), que é o primeiro mandato compartilhado da história do Legislativo municipal do Maranhão (2021-2024).

Composto por mulheres e homens da periferia e área rural da capital maranhense e unidos pela diversidade de gêneros, raças, classes sociais e credos, a ainda desconhecida forma de mandato é representada na Câmara de São Luís por seis covereadores: Delmar Matias, Eni Ribeiro, Eunice Chê, Flávia Almeida, Jhonatan Soares e Raimunda Oliveira, que atuam com maestria e respeito à coisa pública. Tudo alinhado e muito bem organizado para representar o povo.

E é dessa forma que penso o mandato que quero comandar. Um mandato em união com quem segue e acredita que é possível dar mais visibilidade e força à Câmara. Não faço parte da base aliada do prefeito, mas não tenho interesse em tumultuar e fazer oposição pelo simples fato de ser opositor. Quero debate, atenção à Casa, respeito e governabilidade aos meus colegas vereadores.

Eu tenho 35 anos e mais futuro do que passado na vida pública. E quero fazer a boa política, tanto para a minha categoria como para os ludovicenses. Isso tudo porque estamos dentro das comunidades, moramos nelas e sabemos realmente o que as pessoas precisam. Mas é necessário que tenhamos voz, condições de atender esse povo que clama por direitos.

Posso mencionar o trabalho dos vereadores Beto Castro, Edson Gaguinho, Fátima Araújo, Marquinhos e tantos outros, que vão além de fiscalizar e legislar, pois exercem a função de miniprefeitos nos bairros em que estão inseridos. Alguns têm institutos e projetos para garantir até mesmo atendimentos de saúde aos que mais precisam e não conseguem marcar uma simples consulta.

E é dessa forma que temos atuado, mas tanto trabalho precisa atender mais gente e chegar à população. Basta de as pessoas acharem que vereador não trabalha, sendo que muitas vezes estamos tirando do bolso para atender tantas demandas.

O Poder Legislativo não deve somente reproduzir, tanto quanto possível, a diversidade de interesses, valores e ideologias existentes na sociedade, mas, sim, representá-lo, com uma atuação contundente para a transformação e solução das celeumas que tanto afligem a sociedade.

Paulo Victor
Vereador de São Luís